Porque LaVine não se reuniu com outras equipas durante o defeso?

Dias depois da temporada 2021/22 dos Bulls ter acabado com a derrota na primeira ronda dos playoffs frente aos Milwaukee Bucks, LaVine prometeu abordar a sua primeira agência livre irrestrita de mente aberta.

E ele fez isso mesmo. Pesquisou as suas opções potenciais. Consultou a sua família. Fez uma lista de prós e contras. Mas, no final, o processo de agência livre manteve-o em Chicago, onde passou as últimas cinco temporadas da sua carreira depois de ter sido trocado na noite do draft de 2017. LaVine revelou aos jornalistas numa conferência de na segunda-feira que não participou de reuniões com outras equipas interessadas.

Porquê?

Entrei no defeso com a mente aberta. Estabeleci os meus objetivos, como sempre fiz,” disse LaVine. “E assim que me encontrei com o Marc (Eversley) e o AK (Arturas Karnisovas) e eles vieram com tudo o que eu queria, não havia razão para olhar para outras equipas. Acho que seria desrespeitoso da minha parte porque ele deram-me tudo o que pedi.

O que LaVine pediu foi um contrato máximo de cinco anos e 215.2 $ milhões com opção de jogador na última temporada. E foi com isso que os Bulls concordaram no segundo dia da agência livre. É de longe o maior contrato na história da equipa. Mas o dinheiro, obviamente, não foi o único fator no processo de tomada de decisão de LaVine. Ele também expressou orgulho pelo que foi construído nos últimos “dois, três anos” e gratidão pelo papel que a administração permitiu que tivesse na construção da equipa.

Ser capaz de voltar como uma peça central e permitir-lhes dar algumas das minhas ideias, algumas das minhas opiniões, na construção do plantel para me ajudar e ajudar-nos a ganhar foi muito importante para mim,” disse LaVine.

Depois de não conseguir passar das 27 vitórias nos seus três primeiros anos com a equipa, os Bulls reformularam a administração, contrataram Billy Donovan como treinador principal, juntaram Nikola Vucevic no final do período de transferências de 2021 e conseguiram 31 vitórias. No ano seguinte chegaram DeMar DeRozan, Lonzo Ball e Alex Caruso, e saltaram para as 46 vitórias e uma vaga nos playoffs de 2022. LaVine foi ao All-Star nessas duas temporadas.

Quanto ao que vem a seguir, LaVine acredita que ele e este grupo estão apenas no começo.

Tudo o que tinha em cima da mesa tinha os Bulls na lista dos prós,” disse. “Eu também fiz a minha devida diligência no meu próprio tempo e analisei as coisas e tomei uma decisão para mim e para a minha família. Mas o meu coração estava em Chicago.

Faça um comentário...

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.