Donovan comenta a recuperação de Ball e a chegada de Dragic

Com Zach LaVine assinado, selado e entregue na forma de um contrato de cinco anos e 215 $ milhões, não resta nenhuma grande história no defeso dos Bulls além da recuperação de Lonzo Ball.

O point guard, crucial para o ataque dos Bulls nos dois lados do campo, não joga desde 14 de Janeiro, incluindo os playoffs, e apareceu em apenas 35 jogos na sua primeira temporada de um contrato de quatro anos. Quando Ball foi submetido a cirurgia para reparar o menisco no final de Janeiro a equipa estimou o regresso entre seis a oito semanas. Em vez disso, uma contusão óssea que antecedeu a cirurgia continuou a manter Ball de fora.

Ele parece melhorar todos os dias. Penso que o progresso que fez tem sido constante. Ele continua a mostrar esse progresso. E isso é o que realmente todos esperamos continuar a ver,” disse o treinador Billy Donovan à ESPN2 durante o jogo dos Bulls contra os Knicks no domingo, a contar para a Summer League. “Obviamente que estamos todos com esperança que isso aconteça depressa. Mas ele está a progredir.

Esta atualização está de acordo com o que o diretor geral Marc Eversley disse no Advocate Center depois do draft. Contudo, Eversley hesitou quando questionado se Ball poderia jogar naquele momento, desviando a pergunta para uma consulta com a equipa médica.

Os Bulls assinaram com o point guard Goran Dragic na agência livre. Um movimento visto não apenas como a adição de um veterano confiável mas também alguém que pode servir como um seguro dado o histórico de lesões de Ball. Lonzo nunca alinhou em mais de 63 partidas, apesar de ter alinhado em 55 dos 72 jogos que os Pelicans fizeram na temporada encurtada pela pandemia.

Donovan falou pela primeira vez da contratação de Dragic aos microfones da ESPN2. “Ele é altamente competitivo. Está na liga há muito tempo. É muito, muito inteligente. Dá um nível de experiência lá atrás,” disse Donovan. “E esteve em muitos grandes jogos e está na liga há muito tempo. Tens grande respeito pela maneira dura como compete e joga.

Apesar de não ter mencionado o contrato de LaVine, deu crédito ao All-Star por ter ajudado a criar a química da equipa na temporada passada ao acolher os reforços como Ball, Caruso ou DeRozan. Também notou que LaVine está a trabalhar depois de uma bem sucedida artroscopia ao joelho esquerdo que o apoquentava desde Janeiro.

Se olhares para a carreira dele, tem melhorado todos os anos. Ele descobre sempre alguma coisa,” disse Donovan. “Acho que para nós, queremos que continue a ser agressivo, que seja quem ele é. Ele é um dos melhores jogadores da liga. É obviamente bom na transição. Quando ele é decisivo e agressivo, isso ajuda a nossa equipa.

Faça um comentário...

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.