Depois da vitória no último jogo da temporada regular, é altura de pensar nos Bucks

DeMar DeRozan quis deixar a sua opinião à questão de qual seria o jogador mais subvalorizado.

“No jogo de hoje, certo? Jrue Holiday. As pessoas pensam que ele é bom, mas é ainda melhor.”

E Holiday é a terceira opção ofensiva dos Bucks, com quem os Bulls se vão encontrar na primeira ronda dos playoffs.

Boa sorte.

Com a vitória folgada dos Celtics e a derrota dos Bucks, que descansaram a maioria dos titulares contra os Cavaliers, os campeões da NBA em título acabaram a temporada regular na terceira posição da tabela classificativa da Conferência Este, o que os coloca no caminho dos Bulls.

A vitória por 124-120 dos Bulls sobre os Timberwolves não teve efeito nenhum na tabela classificativa em nenhuma das conferências, e ambas as equipas jogaram sabendo isso, descansando a maioria dos jogadores mais importantes. Mas ainda assim, foi bom ver Patrick Williams a atingir um novo máximo de carreira com 35 pontos.

“Somos feitos de jogadores com talento,” disse Williams. “Apenas temos confiança em nós para ir aos playoffs e sabemos que conseguimos jogar, sabemos o que conseguimos dar à equipa. É essa a essência do que conseguimos ser nos playoffs.”

A vitória dá um recorde final de 46-36 aos Bulls, o que é um grande salto dos 31-41 da temporada passada, mas a melhoria não conta a história toda, especificamente a maneira como os Bulls desiludiram contra as equipas de elite da NBA, incluindo os Bucks.

Não só os Bulls foram 1-14 contra as quatro melhores equipas do Este, mas também foram varridos pelos Bucks nos quatro encontros da temporada regular, incluindo uma derrota por 127-106 na semana passada no United Center.

Os problemas com Giannis Antetokounmpo, contudo, existem para lá desta temporada. O “Greek Freak” venceu os últimos 13 encontros seguidos contra os Bulls, e os Bucks venceram 16 dos últimos 17 jogos entre as duas equipas.

A última vez que se encontraram nos playoffs foi em 2014/15, naquela que foi a última temporada de Tom Thibodeau em Chicago, e os Bulls venceram a série por 4-2, liderados por Jimmy Butler e Derrick Rose.

Da última vez que os Milwaukee Bucks e os Chicago Bulls se encontraram nos playoffs, em 2015, Jimmy Butler (na foto) e Derrick Rose lideravam os Bulls. Giannis Antetokounmpo (na foto) ainda não era o MVP e líder da equipa dos Bucks. Os Bulls venceram a série por 4-2, vencendo os três primeiros jogos e arrumando a questão ao sexto jogo, em Milwaukee, com uma vitória folgada por 120-66 onde Mike Dunleavy marcou 20 pontos e nenhum jogador dos Bucks chegou à dezena de pontos (o melhor foi Zaza Pachulia com 8 pontos).

Giannis estava a começar a aparecer nessa temporada e não era ainda um jogador dominante. E apesar de poucas equipas terem tido uma resposta decente para o grego nas temporadas recentes, os Bulls têm falta de uma verdadeira oposição que o tire do jogo.

Nos quatro jogos contra os Bulls, Giannis conseguiu médias de 26.8 pontos, 10.3 ressaltos e 1.5 desarmes de lançamento enquanto conseguiu lançar 55.7%. Isso inclui a derrota pesada da última semana onde o grego jogou apenas 24 minutos.

“Temos de estar focados e entrar em jogo com mentalidade de vencedor,” disse Zach LaVine sobre os confrontos que se seguem. “Temos muitos dias para nos preparar. Obviamente que vamos jogar contra os campeões em título. Penso que é uma grande oportunidade.”

Mas as lesões preocupam.

Nikola Vucevic, Zach LaVine e DeMar DeRozan ficaram de fora do último jogo da temporada regular, principalmente para descansarem. A grande preocupação para o treinador Billy Donovan tem sido LaVine (joelho esquerdo) e Alex Caruso (costas).

Nenhum deles está em risco de falhar a primeira ronda dos playoffs, mas Donovan está mais preocupado com o que consegue tirar deles numa semana importante de treinos antes da série começar. A equipa médica delineou um plano, mas ainda há que esperar para ver.

“Talvez tenham dias de golga ou talvez façam alguma partes do treino, mas certamente que o bem estar deles é o mais importante,” disse Donovan.

Faça um comentário...

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.