Caruso está focado na durabilidade neste defeso da NBA

Alex Caruso quebrou a rotina deste defeso da NBA no último final de semana ao participar no torneio de golfe American Century Championship, repleto de estrelas, em Lake Tahoe, Nevada.

Mas não se engane! O foco está na temporada 2022/23, fundamental para os Chicago Bulls.

No podcast dos Bulls, Caruso deu uma visão do seu regime de treino no defeso e o que dá prioridade ao entrar no seu sexto ano na liga.

Estou a tentar ganhar um pouco de peso, músculo nas extremidades inferiores, um pouco nas costas,” disse. “E então, sabes, trabalhar no meu jogo. Estive no ginásio (durante) o último mês, mês e meio. Estou ansioso para voltar depois de umas férias aqui em Tahoe.

Além de refinar as suas capacidades, Caruso acrescentou que está focado em melhorar o seu corpo “para que possa suportar 30 minutos por noite uma temporada inteira.”

As lesões, é claro, foram o catalisador para o descarrilamento de uma equipa dos Bulls que começou a temporada de 2021/22 em alta, mas foi caindo de produção até ser eliminada na primeira ronda dos playoffs pelos Milwaukee Bucks.

Caruso foi parte do sucesso inicial da equipa, mas teve uma série de diferentes lesões que descarrilaram aquele que seria o melhor ano da carreira. Dores no tendão do braço direito tiraram-no de dois jogos em Dezembro. Três jogos após regressar, uma entorse no pé esquerdo e restrições devido aos protocolos da COVID-19 forçaram-no a falhar mais 13 partidas. Dois jogos após regressar, fraturou o pulso direito depois de uma falta flagrante de Grayson Allen, lesão que o atirou para o estaleiro mais 22 jogos. e depois de voltar dessa lesão – ainda sem estar a 100% – teve espasmos nas costas que o fizeram perder os últimos três jogos da temporada regular.

No total, Caruso apareceu em 41 dos 82 jogos da temporada regular e quatro dos cinco jogos dos playoffs antes de sofrer uma concussão na primeira parte do jogo 4 da série com os Bucks.

Caruso atingiu a média de 28 minutos por jogo em 2021/22 (um máximo de carreira). E a sua produção e nível de atividade defensiva aumentaram para um papel maior. É certamente difícil jogar com o estilo imprudente que o torna único e não se deparar com solavancos e algumas lesões aqui e ali. E as suas responsabilidades só devem crescer na sua segunda temporada com a equipa.

Não é a primeira vez que Caruso fala sobre o desejo de melhorar a sua durabilidade. Na conferência de imprensa coletiva de final de temporada em Abril, falou disso.

Falei com eles (administração) sobre alguns dos objetivos que tenho no que diz respeito de, fisicamente, poder jogar o maior número de jogos possível no ano seguinte. Obviamente que um pulso partido, uma concussão, essas coisas estão fora do meu controlo. Mas as pequenas lesões musculares irritantes e coisas assim, cuidar disso de maneira a que consiga estar em campo pela minha equipa.

A equipa certamente precisa dele para jogar na sua melhor identidade de ritmo alto e altamente disruptivo.

Faça um comentário...

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.