A importância de Javonte Green para os Bulls é agora visível

Com os Bulls a passaram pela pior série de derrotas nesta temporada é notório como as lesões têm sido um factor chave para as dificuldades que a equipa atravessa. Os Bulls estão sem metade da sua rotação entre titulares e segundas unidades. Entre as ausências chave estão Zach LaVine, Lonzo Ball, Javonte Green, Alex Caruso e Derrick Jones Jr.

É óbvio o que os Bulls estão a perder com a falta de LaVine, Ball e Caruso. Mas o valor que outros jogadores da rotação como Derrick Jones Jr. e Javonte Green trazem para a equação é agora mais visível que nunca dadas as dificuldades da equipa recentemente.

Green, em particular, é um jogador que faz muito do trabalho sujo para os Bulls que não tem tanto reconhecimento como merece. É um intenso defensor no um para um, duro ressaltador e inteligente sem bola. Green joga bem defensivamente no um para um e é muito versátil nesse lado do campo.

O tipo de qualidades que Green trás à equipa não são facilmente substituídas. E tendo em conta que os Bulls estão tão limitados nas alas, isso torna ainda mais difícil substituir o que Green faz mesmo com vários jogadores na posição.

Depois da lesão de Patrick Williams há alguns meses atrás, Green foi chamado para o substituir na equipa titular na maioria dos jogos. Foi titular em 18 jogos, um máximo de carreira, antes de sofrer a lesão no adutor que o coloca actualmente de fora da equipa.

Apesar das estatísticas de Green não saltarem à vista, alguns pontos dos seus números e a eficiência geral mostram o impacto que tem na equipa como um todo. Ele tem uma média de seis pontos por jogo, quatro ressaltos, uma assistência, um roubo de bola e 0.5 desarmes enquanto lança 50% do campo, 36% do perímetro e 80% da linha de lance livre.

A produção de Green não vem em grandes volumes, mas ele é bom no que faz quando é chamado à acção. É esse o tipo de papel que está a aperfeiçoar nos Bulls.

Green é um de quatro jogadores dos Bulls esta temporada com um +/- defensivo acima de zero juntamente com as percentagens de roubos de bola e desarmes acima de um.

Também não é coincidência que os Bulls têm um melhor net rating quando Green está em campo. Também é um dos líderes da equipa em termos de +/- quando está em campo ou não por 100 posses com +8.2. Essa também é a melhor marca de carreira para Green.

Os Bulls também têm +7.6 quando Green está em campo nesta temporada. Isso coloca-o no top 3 de jogadores na equipa nessa categoria esta temporada.

No fim de contas, o impacto de Green nos dois lados do campo tornou-se mais visível conforme as lesões foram aparecendo. Ele faz muitas coisas que não se notam, mas são extremamente importantes para o sucesso da equipa jogo após jogo.

Os Bulls têm outros jogadores a substituir Green por agora, mas o facto que interesse é que a sua consistência e versatilidade são difíceis de igualar pelos que estão a substituí-lo por agora.

Green é um sólido espaçador do campo, lançando 53% dos triplos no canto. Também raramente perde a bola (média de apenas 0.6 perdas de bola esta temporada). Green apenas joga basquetebol inteligente e isso é difícil de encontrar por parte dos Bulls.

Faça um comentário...

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.